Novo presidente do Flamengo agradece apoio dos torcedores

Sob aplausos dos torcedores e sócios presentes no ginásio Hélio Maurício, no final das eleições desta segunda-feira (02), o presidente eleito do Flamengo para o triênio 2013/14/15, Eduardo Bandeira de Mello, fez seu primeiro discurso oficial. Como primeira atitude, passou a bola para seu número dois, pois afirmou não ter nenhum vice, Walter D’Agostino, que quebrou o protocolo.

Após citar parte da música ‘Canta, canta, minha gente’, de Martinho da Vila, Walter D’Agostino enalteceu a participação dos torcedores na vitória desta eleição.

>> Eduardo Bandeira de Mello é o novo presidente do Flamengo

>> Novo presidente do Fla não descarta seguir com Zinho e Dorival

"Temos que agradecer a essa galera fantástica. Eles ganharam a eleição. Hoje o Flamengo demonstrou democracia, onde podemos conviver com ideias contrárias. E a alternância de poder faz parte da democracia. De agora em diante será apenas o preto e o vermelho. Esse pensamento é que vai pairar acima de tudo. Viva o Clube de Regatas do Flamengo! Viva os jovens rubro-negros. Nós fomos vocês ontem, nós fizemos a glória do Flamengo. Lugar de onde o clube nunca poderia ter saído", afirmou Walter D’Agostino, passando o microfone para o presidente eleito.

Eduardo Bandeira de Mello também fez questão de agradecer o apoio dos torcedores. O novo presidente aproveitou ainda para enaltecer o apoio de sua família. "Nação, sócios... Estou muito emocionado e não vou me estender muito. Quero agradecer primeiro ao Wallim, pois essa vitória também é dele. Agradeço também à equipe, desde a cúpula até aos nossos militantes. Não posso deixar de lembrar da minha família, minha esposa e filhos, que estão aqui comigo. E aos torcedores também, pois eles tornaram essa vitória possível. Essa foi uma vitória que veio das ruas para dentro do Flamengo. Acima de todos, agradeço ao Zico. E saudações rubro-negras", finalizou.

Site do Fla