Em jogo de garotos, Vasco supera Fluminense com dois de Eder Luís

Com dois gols de Eder Luís, único jogador habituado à equipe titular, o Vasco levou a melhor sobre o Fluminense, neste domingo, no Engenhão. Sem nada a definir na última rodada, Gaúcho e Abel Braga optaram por testar garotos e dar descanso aos titulares. Melhor para os vascaínos, que tiveram em Eder um nome decisivo no triunfo de 2 a 1. Carleto, de pênalti, diminuiu para os campeões brasileiros. 

Com o resultado, o Vasco saltou duas posições na tabela e deixou Corinthians e Botafogo para trás, o que valeu a quinta posição ao fim do Campeonato Brasileiro. O Fluminense seguiu a rotina das últimas duas rodadas, desde que confirmou o título brasileiro. Já havia tido derrota para o Cruzeiro e empate contra o Sport, no último domingo. O Flu termina a Série A com 77 pontos. 

Destaque maior do clássico de pouco brilho, Eder Luís colocou fim a um jejum superior a cinco meses. Ao marcar em dose dupla, ele reencontrou as redes pela primeira vez desde 30 de junho, quando fez contra a Ponte Preta, ainda pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

A vitória vascaína no Engenhão

Em jogo de equipes reservas, as exceções foram o lateral direito Bruno, do Fluminense, e o atacante Eder Luís, pelo lado do Vasco. Com isso, o equilíbrio foi a principal marca ao longo da partida. Max, aos 3min, chutou na saída de Ricardo Berna, que salvou o campeão brasileiro. A resposta veio com Fábio Braga, aos 14min, com bom chute da grande área. Foi tudo em 45 minutos de pouca emoção no Engenhão. 

A segunda etapa começou de forma promissora, em grande jogada de Samuel aos 6min. O atacante do Fluminense fez fila na grande área, humilhou Renato Silva, passou pelo goleiro, mas Douglas, em cima da linha, salvou de cabeça uma finalização pouco disciplicente. Em seguida, o Vasco iniciou a sequência que daria a vitória no Engenhão.

Aos 26min, Auremir lançou Eder Luís em contragolpe e o atacante não hesitou contra Ricardo Berna. Novamente Eder, em lance muito parecido aos 35min, recebeu em velocidade, se livrou de Elivélton e marcou o segundo. Carleto, de pênalti, ainda reduziu logo na sequência.