Marin: anúncio de Felipão dá tranquilidade ao Corinthians no Mundial

Quando demitiu Mano Menezes do comando da Seleção Brasileira na última sexta-feira, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, havia avisado que seu substituto só seria anunciado em janeiro de 2013. Entretanto, seis dias depois, nesta quinta, a entidade confirmou a contratação de Luiz Felipe Scolari.

O anúncio de Felipão faz com que o Brasil tenha um representante no sorteio da Copa das Confederações, mas, segundo Marin, serve também para dar tranquilidade a clubes brasileiros, em especial ao Corinthians. O clube paulista disputa o Mundial de Clubes no próximo mês, no Japão, e tinha o técnico Tite como um dos favoritos a suceder Mano na Seleção.

"O Corinthians vai disputar um grande torneio no exterior. Viramos torcedores do Corinthians. Queremos que tenha sucesso no estrangeiro. Queremos que o time tenha a maior tranquilidade e que o foco e a sua atenção esteja voltada para o Mundial. (A antecipação do anúncio) é o reconhecimento ao seu presidente Mário Gobbi. Queremos que a equipe esteja concentrada totalmente nessa disputa em Tóquio", disse o presidente da CBF.

A presença do nome de Tite na relação dos então postulantes ao cargo de treinador da Seleção havia irritado Mário Gobbi, o presidente do Corinthians. Além de destacar o trabalho do técnico do time alvinegro, Marin passou a citar os outros concorrentes que não foram escolhidos.