Fred repete estilo do Flu e cala Bombonera

O tão especulado reencontro de Fred com a Seleção Brasileira terminou em muita conversa e um gol importante. Nesta quarta-feira, em La Bombonera, o atacante do Fluminense vestiu a 9 amarela e repetiu o desempenho que o deixou na ponta da artilharia do Campeonato Brasileiro. O gol do centroavante foi fundamental para garantir o título do Superclássico sobre a Argentina, já que o resultado de 2 a 1 levou a decisão para os pênaltis, na qual o Brasil levou a melhor por 4 a 3.

Além do gol, o jogador repetiu sua postura de clube ao passar orientações aos companheiros, reclamar de passes não dados e lamentar chances desperdiçadas. Fred gesticulou, conversou e se movimentou como se estivesse trajando tricolor. A atuação foi apagada por boa parte da partida, mas quando houve chance, ele mostrou sua verdadeira veia artilheira.

Durante o primeiro tempo era fácil ver Fred se comunicando com seus companheiros de setor ofensivo. Quem mais ouvia era o companheiro de Flu, Thiago Neves, que não foi poupado dos recados do centroavante nem quando arriscou chute perigoso que passou perto do ângulo direito argentino, aos 36min.

Na saída para o intervalo, o camisa 9 da Seleção fez à Rede Globo sua análise da atuação parcial mantendo o tom que aparentava usar com os colegas. "O time está bem, mas às vezes faltando um pouco de paciência, e (precisa) concentrar mais no último passe, para a finalização", afirmou.

No segundo tempo, entretanto,  o panorama seguiu parecido. A bola chegava pouco a Fred, e quando chegava o atacante pouco conseguia produzir. Aos 19min, ele tentou cavar um cartão para o zagueiro Sebá Dominguez ao sinalizar ter sofrido uma cotovelada, mas a arbitragem acabou por adverti-lo por simulação.

Aos 36min o Brasil viu seu título se complicar após Scocco converter pênalti e abrir o placar para os argentinos. Dois minutos depois, entretanto, em jogada ao estilo Fluminense, Fred fez valer seu retorno à Seleção. Jean lançou bola na área e o centroavante completou do jeito que pôde para vencer o goleiro Orion e dar o empate para o Brasil, com marca de artilheiro.

Aos 45min, Socco ficou sozinho na área e colocou a Argentina na frente de novo. Como o Brasil tinha vencido o primeiro confronto por 2 a 1, a partida foi para os pênaltis e mais uma vez Fred teve participação importante. Ele cobrou o quarto pênalti com frieza, colocou a bola na rede e manteve a Seleção na frente. Neymar bateu na sequência e confirmou o título da Seleção, com ajuda fundamental de Fred.