CBF volta atrás e Flu poderá erguer taça do Brasileiro no domingo

Abel Braga é carregado, após conquistar título brasileiro de 2012 com o Fluminense

Após longas conversas com a CBF, enfim o jogo contra o Cruzeiro, no domingo, terá todos os ingredientes para uma festa completa. Com expectativa de grande público, a torcida do Fluminense poderá acompanhar a volta olímpica dos jogadores, no Engenhão, com a taça de campeão brasileiro. Após a tradicional comemoração, os atletas devolverão o troféu para a entidade. A entrega definitiva ocorrerá no dia 3 de dezembro - um dia depois da última rodada - na festa de premiação da competição, que será realizada em São Paulo.

O zagueiro Gum comemorou a decisão da CBF de liberar o troféu para os jogadores do Fluminense. "Acho que os superiores da CBF entenderam que é um momento especial para o clube. Não teria motivo de vetar isso. O bom senso prevaleceu e isso se mostrou na decisão dos diretores da entidade. Isso vai ser bem legal, poder comemorar com a torcida", disse o defensor.

Depois da confirmação do título no domingo, após vitória sobre o Palmeiras, a diretoria tricolor enviou um ofício para a CBF solicitando o objeto mais cobiçado do torneio no jogo contra a equipe mineira. Contudo, o resultado esperado pela alta cúpula tricolor não havia surtido efeito.

E a torcida promete comparecer em peso para saudar os campeões brasileiros. São grandes as filas nos pontos de venda para a aquisição de ingressos para a grande festa. É a primeira partida depois da confirmação do título, com três rodadas de antecipação.

Uma vitória do Fluminense fará o clube alcançar mais um recorde na competição. Será o time com maior pontuação após adoção de 20 equipes na era dos pontos corridos. O São Paulo, de 2006, alcançou 78 pontos. O Flu já soma 76 em 35 jogos.