Argentina joga mal, mas empata com Peru e mantém liderança 

Longe de ter uma boa atuação nesta terça-feira, a seleção da Argentina ficou apenas no empate por 1 a 1 com o Peru, fora de casa. O resultado pelo menos serviu para manter o time de Messi e companhia na liderança das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2014. Já os peruanos seguem longe do G-4, na sétima posição, com apenas sete pontos conquistados.

O jogo poderia ter começado péssimo para a Argentina. Afinal, com apenas 2min de jogo, o juiz já marcou pênalti de Di María em Farfán. Porém, Pizarro chutou mal, e o goleiro Romero conseguiu espalmar a cobrança. Era uma oportunidade que o Peru não poderia ter perdido, mas o time da casa não se abalou por isso.

A Argentina teve dificuldades para se impôr em campo e viu o placar ser enfim aberto pelos peruanos aos 21min, após uma jogada que pode ter sido ensaiada: após cobrar falta no meio-campo com um toque para o lado, Cruzado avançou sozinho pela direita e recebeu o lançamento. A defesa da Argentina não acompanhou a jogada e permitiu que Zambrano recebesse o passe rasteiro na pequena área e finalizasse para o gol.

Mas aos poucos a Argentina começou a se encontrar no jogo e ter mais posse de bola. Por isso, aos 36min, saiu o gol do empate: após longo lançamento de Federico Fernández, Lavezzi recebeu já na área e tocou para Higuaín, que chutou forte e rasteiro para balançar a rede e deixar tudo igual.

Após irem para os vestiários empatados, os times voltaram para o segundo tempo dispostos a balançar as redes. E por pouco não conseguiram: primeiro Lavezzi ficou de frente para o goleiro e chutou cruzado, mas Fernández espalmou. Depois foi a vez do corintiano Ramírez chutar com estilo e acertar caprichosamente a trave defendida por Romero.

O empolgante segundo tempo só esfriou aos 11min, quando Gago deu um susto em campo: ele sofreu dura falta, caiu em campo desacordado e parou o jogo por três minutos. O argentino pareceu estar melhor quando saiu de maca, com proteção no pescoço e substituído por Guiñazu, do Internacional.

Depois disso, o Peru continuou a crescer na partida e criou chances de gol, mas finalizou mal. Preocupada com melhora dos mandantes, Sabella chegou a recuar a Argentina, com a entrada do meio-campista Enzo Pérez no lugar de Lavezzi, e isso bastou para manter a igualdade no placar até o fim do jogo.