Para Hulk, treino de hoje será importante para definir titulares 

Recém-negociado com o time russo Zenit, por R$ 141 milhões, o atacante Hulk precisa aproveitar os amistosos da Seleção Brasileira para garantir seu espaço e não ser esquecido por estar disputando um campeonato com pouca visibilidade (em relação ao Italiano ou Espanhol). Na primeira partida, ele saiu do banco e marcou o gol da vitória do Brasil contra a África do Sul, e neste domingo o jogador ainda guarda uma esperança de ganhar a titularidade.

Hulk acredita que os jogadores vão começar a entender quem estará entre os 11 que começam a partida no treino que será realizado no Arruda, neste domingo, a partir das 17h (de Brasília), com portões abertos para o público. "Jogador de futebol sempre quer estar jogando, não sou diferente, gosto de jogar. Mas quem decide é o Mano. Se ele decidir que eu comece ou fique no banco, tenho de respeitar. Se começar, ótimo. Se entrar durante o jogo, vou dar meu melhor da mesma forma", diz ele.

Após o gol da vitória em sua primeira partida com a camisa da Seleção no Brasil, Hulk disse que teve um dia normal e fez questão de dizer que ficou feliz não só por ter marcado, mas também pelo time ter vencido. E o jogador sabe que não garantiu nada com o gol. "Não posso ficar pensando no passado e esquecer o futuro. Não adianta nada eu ter feito o gol (contra a África do Sul) e só fazer m... no próximo jogo", desabafou o atacante, na coletiva do último domingo. Antes disso, ele vai tentar mostrar ao treinador que pode ser um dos titulares no treino desta tarde.

Mas a maioria dos analistas acredita que o treinador irá manter o mesmo esquema que começou a partida contra os africanos, com Lucas e Oscar na armação e apenas Neymar e Leandro Damião no ataque. Saindo do banco ou como titular, Hulk sabe que precisa continuar a jogar bem para não deixar de ser lembrado nas próximas convocações.