André Brasil bate recorde paralímpico e avança em 1º nos 50 m 

Após conquistar a medalha de prata nos 200 m medley SM10, para nadadores com limitações físico-motoras, o brasileiro André Brasil voltou para a piscina do Centro Aquático dos Jogos Olímpicos de Londres, nesta sexta-feira, para cravar o melhor tempo das eliminatórias dos 50 m livre: 23s50.

De quebra, o nadador, que diminuiu o ritmo nos metros finais, quebrou o recorde paralímpico da prova e avançou à final com o melhor tempo entre os oito finalistas. Outro brasileiro na disputa, Phelipe Andrews Rodrigues venceu a segunda bateria com o tempo de 24s12, e se classificou com a terceira melhor marca.

O canadense, vencedor da primeira bateria dos 50 m, marcou 23s89, segundo melhor tempo do dia. A final está marcada para a tarde desta quinta-feira, às 14h (de Brasília).

Nos 100 m livre S11, para nadadores com deficiência visual, o brasileiro Matheus Souza terminou apenas em 4º na segunda bateria, com o tempo de 1m02s99, e não avançou à final, terminando na 9ª colocação.

O melhor tempo do dia - 57s18 - ficou com o americano Bradley Snyder, que quebrou o recorde paralímpico da prova, seguido pelo chinês Bozun Yang, com 57s35, e pelo japonês Keiichi Kimura , com 1mim01s58.