Britânico diz que prefere ouro paralímpico em Londres a nova perna 

A vida de atleta paralímpico anda extremamente boa para o galês Nathan Stephens. Em entrevista ao jornal The Sun o britânico afirmou que, se tivesse nas mãos a possibilidade divina de ganhar uma nova perna, não aceitaria. Isso porque está próximo de conseguir uma medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos de Londres, que serão realizados de 29 de agosto a 9 de setembro.

"Por ter perdido minha perna quando era criança, o esporte me deu uma nova opção de vida", afirmou Stephens, que acrescentou que o mundo paralímpico abriu "um novo mundo" diante de seus olhos. "Eu tenho uma vida linda. Sou o número 1 do mundo no meu esporte e fiz uma carreira de sucesso", acrescentou o atleta, especialista no lançamento do dardo.

Nathan Stephens teve a perna esquerda amputada em um acidente em uma ferrovia em Kenfig Hills, no sul do País de Gales, quando era criança. Ele tinha nove anos quando teve de se readaptar por conta da perda do membro. O esporte se mostrou uma alternativa eficiente, e agora ele alcança destaque internacional.

Por isso, afirmou que se "alguém dissesse que poderia ganhar a perna de novo, eu viraria as costas e diria 'não'". O atleta de 24 anos competiu nos Jogos de Pequim 2008 no lançamento do dardo (4º lugar no geral), lançamento do disco (11º lugar no geral) e arremesso de peso (8ª colocação final), sem conseguir pódio.

Melhorou seu desempenho e, em 2011, cravou o recorde mundial do lançamento do dardo F57 (competem em cadeiras, por sequelas de poliomielite, lesões medulares e amputações), com 41,73 m. Por isso, é favorito à conquista da medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos de Londres.