Guga escuta discurso da mãe e entra no Hall da Fama do tênis

Neste sábado, o brasileiro Gustavo Kuerten foi introduzido oficialmente no Hall da Fama do tênis, sediado em Newport, nos Estados Unidos. Ele participou da cerimônia que também homenageou a americana Jennifer Capriati e o espanhol Manuel Orantes.

Foi responsabilidade da mãe do ex-tenista, Alice, realizar o discurso de introdução do tricampeão de Roland Garros. Ela contou histórias da juventude do catarinense e como ele conseguiu colocar o tênis em evidência no Brasil. Além disso, lembrou o lado filantropo do filho.

Em seguida, foi a vez de Guga falar. Disse que não escreveu um discurso, pois seu inglês "não é muito bom, imagine escrito", e citou o falecido pai, que o introduziu ao tênis. Ele ressaltou que o esporte lhe deu mais duas figuras paternas: o técnico Lari Passos e o irmão Rafael.

O catarinense afirmou que sua mulher é uma grande pessoa e mãe, mas nunca o viu jogar, então "não é perfeita". Ao fim da sua fala, dirigiu-se aos espectadores vestindo as cores do Brasil no Newport Casino.

Ele é o segundo tenista brasileiro a fazer parte do Hall da Fama, ao lado de Maria Esther Bueno, dona de 19 títulos de Grand Slam em torneios simples e de duplas. No próximo domingo, deve realizar uma partida de exibição com o americano Todd Martin.

Profissional entre 1995 e 2008, Guga conquistou 20 títulos e liderou o ranking por 43 semanas entre 2000 e 2001. Os principais troféus foram os três do Aberto da França, mas ele também venceu a Masters Cup, disputada no fim do ano com os principais tenistas do circuito, e cinco títulos de Masters: Monte Carlo (duas vezes), Roma, Hamburgo e Cincinnati.