Aos gritos de Neymarzete e assédio de soldados, Seleção treina com bola 

Acompanhada de gritos distantes de torcedores e olhares atentos dos militares, a Seleção Brasileira masculina de futebol realizou, nesta quarta-feira, seu primeiro treinamento com bola. O grupo comando por Mano Menezes trabalhou no gramado da escola de educação física do Exército, na Urca, no Rio de Janeiro.

Com orientação concentrada nas mãos do preparador físico Carlinhos Neves, a Seleção concentrou o treinamento nos aspectos técnicos e físicos. Como o acesso à base do Exército é fechado ao público, apenas os militares presentes no local puderam acompanhar a atividade de perto. De longe, cidadãos deram um jeito de tietar os jogadores.

Isso porque um dos lados do terreno dá de frente para uma via pública, onde muitas pessoas se concentraram, com direito a gritaria durante todo o treino. As "Neymarzetes" marcaram presença, fazendo do atacante do Santos o mais citado entre os presentes. Em campo, apenas um susto: Danilo levou pancada na perna e ficou caído, mas pôde treinar novamente.

Ao final dos trabalhos, foi a vez de os militares aproveitarem a proximidade com os ídolos para conseguir lembranças. Neymar e Marcelo atenderam aos pedidos, tirando fotos e distribuindo autógrafos.