Na Seleção, Ganso evita falar sobre ida para o Internacional

 Primeiro atleta a se apresentar para a Seleção Brasileira no Hotel Sheraton, no Rio de Janeiro, o meio-campista Ganso evitou falar sobre a polêmica envolvendo o Santos e o Grupo Sonda. No último domingo, o empresário Delcir Sonda disse em entrevista ao jornal Zero Hora que o jogador não atuaria mais pelo Santos. O atleta pode ter como destino o Internacional-RS.

"Estou bem focado, concentrado na Seleção", disse o jogador por duas vezes, sem querer prolongar o assunto e evitando uma resposta direta à pergunta se ele atuaria de novo pelo Santos. O jogador inicia nesta segunda sua preparação para os Jogos Olímpicos de Londres.

No último domingo, o Terra apurou com pessoas próximas ao jogador e com fontes do Grupo Sonda que o atleta não defenderá mais o clube da Vila Belmiro. O camisa 10 entrou em outro atrito com a diretoria santista nos últimos dias, ao recusar nova proposta de renovação contratual e ainda desdenhar dos valores oferecidos pelo Santos.

O meio-campista não enfrentou o Grêmio, pois estava liberado para cuidar do condicionamento físico para se juntar à Seleção Brasileira. Com a possível saída de Ganso do Santos, alguns clubes já surgem como possíveis destinos do atleta. Por enquanto, o jogador negocia com o Inter-RS e com um clube italiano, ainda mantido em sigilo.

Os direitos de Ganso estão divididos entre Grupo Sonda (55%) e Santos (45%), com multa estipulada em R$ 58 milhões a times brasileiros e 45 milhões de euros (R$ 112 milhões) para clubes de fora do país. A empresa de Delcir Sonda planeja negociar a compra da parte referente ao clube praiano e, posteriormente, repassá-lo ao time gaúcho.

*Colaborou Diego Garcia