Werdum luta de olho em revanche, mas Cigano ignora

A luta de Fabrício Werdum no UFC 147 é contra o americano Mike Russow. Porém, em todos eventos de preparação para esse combate, ele falou mais sobre outro combate, uma possível revanche contra o também brasileiro Junior Cigano. O campeão dos pesos pesados, porém, ignorou essa vontade de Werdum. Segundo ele, o lutador conhecido como "Vai, Cavalo" ainda precisa se credenciar para esse combate.

A sede por vingança que Werdum sente é justificável: Cigano foi o homem que causou sua expulsão do UFC, em 2008. Foi quando os dois se enfrentaram, em um combate que reunia uma jovem promessa contra um lutador famoso no Pride, mas irregular no UFC. Werdum foi quem decepcionou diante de uma promessa. Por isso só voltou a lutar pelo maior evento de MMA do mundo em fevereiro deste ano, quando superou Roy Nelson.

Werdum diz que estava em um mau momento em sua vida quando perdeu para Cigano. Admitiu até que foi para o octógono "gordo", mas já fez as contas para conseguir sua revanche: "acho que faltam mais duas lutas. Essa agora e no evento da luta do Cigano. E se o UFC permitir, quero fazer essa luta em casa. Ia ser legal de ver.Ia ser interessante ver eu e o Cigano no Brasil", apostou o lutador, que é conhecido principalmente por ter vencido o lenda russa Aleksander Emelianenko em 2006.

Mas Cigano não quer saber de escolher adversário: "não vou dizer que gostaria de lutar com o Werdum. Tanto faz como tanto fez. Ele tem que se credenciar a lutar pelo cinturão. Deixa ele falando que eu continuo lutando", disparou o campeão, aplaudido em seguida por quem acompanhou sua entrevista na pesagem oficial do UFC 147.

Questionado sobre o palpite para a próxima luta de Werdum, contra Mike Russou, neste sábado, Cigano foi taxativo: "é um grande lutador, que é muito perigoso no chão. Acho que ele vai finalizar, porque é excelente lutador", analisou, em concordância com Shogun: "a luta do Werdum é a mais fácil. Ele vai ganhar do Russow", apostou, confiante, o lutador que é amigo do "Vai, Cavalo".

Fã de sertanejo, Werdum já escolheu a música "Ai se eu te pego" para entrar no octógono, antes do combate contra Roy Nelson. Neste sábado, porém, o hit mudou: ele vai ouvir o sucesso "Tchu Tcha Tcha" antes de enfrentar Mike Russow. Com isso, com certeza ele ganhará o apoio da torcida mineira. Mas terá que ir além para ganhar também o apoio do UFC, em busca de sua tão sonhada revanche contra Cigano.