Lutador critica resultado polêmico do UFC, mas Dana White ignora


O UFC on Fox 3 teve uma luta polêmica: Johny Hendricks enfrentou Josh Koscheck e até os juízes ficaram em dúvida sobre quem saiu com a vitória. Por decisão dividida, Hendricks foi declarado o vencedor, mas Koscheck aproveitou a entrevista coletiva para criticar o resultado. Pouco adiantou: Dana White, presidente do UFC, ignorou a polêmica e até apontou o vencedor do combate como futuro candidato ao título dos pesos meio-médios.

Hendricks e Koscheck fizeram um combate agitado, com trocação aberta de socos e muito equilíbrio. "Eu achei que ganhei o primeiro e o terceiro rounds, mas aparentemente os juízes viram diferente. Foi uma boa luta. Eu senti que no final eu estava no topo", protestou Koscheck, que apresentou diversos ferimentos no rosto após o combate.

As críticas, porém, não sensibilizaram Dana White. Ele até exaltou o equilíbrio da luta, mas elogiou principalmente o vencedor do combate. "Hendricks não recebe o respeito que merece. Mas é um grande lutador, tem sido assim por muito tempo e venceu nesta noite", disse o presidente do UFC, tentando abafar qualquer polêmica sobre o resultado da luta.

Além disso, Dana indicou até que Hendricks pode até lutar pelo cinturão em breve: "eu acho que uma luta entre Hendricks e GSP seria muito interessante", opinou ele, referindo-se a Georges Saint-Pierre, campeão dos pesos meio-médios - ele está lesionado atualmente e por isso o título interino está com Carlos Condit.

Johny Hendricks se empolgou com a ideia sugerida por Dana White: "agora eu só tenho que ir para casa e ver o que eles vão dizer. Tenho que estar preparado para o que eles dizem. Espero que seja uma luta de título", torceu o barbudo, que está invicto há quatro lutas no UFC.