Morumbi tem apenas um Santos x Guarani na história; e com polêmica

Guarani e Santos são os grandes finalistas do Campeonato Paulista. Por determinação da Federação Paulista de Futebol (FPF), os dois jogos serão realizados no Estádio do Morumbi, em São Paulo. Desta forma, os times voltam a se enfrentar no estádio paulistano após 33 anos, já que o único jogo entre eles no Morumbi aconteceu no ano de 1979, válido pela fase semifinal do Paulista do ano anterior (1978). A edição foi uma das mais longas do Estadual, já que o calendário foi ajustado devido a Copa do Mundo. Assim, o Paulista começou em 1978 e terminou um ano depois.

No jogo do dia 16 de junho, o Guarani contava com a base do time que havia sido campeão brasileiro em 1978. Mesmo assim, o time campineiro não conseguiu suportar a melhor fase do Santos e foi derrotado por 3 a 1. O Santos logo fez 2 a 0 no primeiro tempo. João Paulo abriu o placar aos 13min, e Juari ampliou o placar aos 25min. Na etapa final, Zenon descontou aos 20min, em cobrança de pênalti, mas Juari voltou a marcar aos 38min e definiu o placar a favor do time praiano.

Autor do gol bugrino naquele jogo, Zenon relembra outro fato que foi determinante para a derrota do Guarani. "A FPF não teve bom senso. Jogamos contra Corinthians em uma quinta-feira, à noite. O jogo contra o Santos estava agendado para acontecer no domingo à tarde, mas a FPF antecipou para o sábado à tarde. Não tivemos tempo para recuperação e entramos bastante cansados para essa semifinal", lembra o ex-camisa 10.

O ex-jogador ainda fez uma comparação com a atual situação, em que a FPF agendou as duas partidas para o Morumbi. "É da mesma forma como agora, sem consideração alguma como em 1979. Um jogo pelo menos teria que ser realizado em Campinas. Assim como foram anos anteriores, com Ponte Preta, em 2008, e o Santos ano passado jogando na Vila Belmiro", disse.

O destaque daquele jogo foi a quantidade de torcedores presentes ao Morumbi. Ao todo, foram 44.208 torcedores, sendo 41.352 pagantes, além de 2.856 menores. No jogo deste domingo, porém, foram colocados à venda 18.400 ingressos para os bugrinos para o anel superior, enquanto que os santistas têm direito a 17 mil ingressos para o mesmo setor. Ao todo, são 60 mil entradas disponíveis no Morumbi. Para Zenon, se o jogo fosse no domingo, o resultado poderia ter sido outro.

"O nosso time era praticamente o mesmo que foi campeão brasileiro em 78. Nós tínhamos condições de ser campeão do paulista também, mas o cansaço frente aos Meninos da Vila foi determinante para nossa eliminação. Se a gente tivesse um dia a mais para recuperação, talvez a história teria sido outra", afirmou.

Zenon ainda lembrou da jogada que originou o gol do Guarani em 79. "Dei um lançamento para o Capitão na ponta direita, ele invadiu a área e, salvo engano, Gilberto Sorriso cometeu o pênalti. Cobrei bem e o goleiro, que era o Flávio, não conseguiu a defesa". E que o Guarani poderia ter tido outra sorte. "Quando fizemos 2 a 1, até conseguimos pressionar o Santos e, se não me engano, ainda acertei uma bola na trave. Mas não tínhamos mais forças contra um time que tinha passado a semana livre descansando", completou.

Números 

No geral, Guarani e Santos já se enfrentaram em 177 jogos na história. O Guarani venceu somente 44 vezes, sendo outras 95 vitórias santistas. Foram, ainda, 38 empates. Contando somente os jogos pelo Paulista, a vantagem também é santista. Em 113 jogos, o Santos venceu 65 vezes, sendo 29 vitórias do Guarani e, ainda, 19 empates.