Por qualidade, CBF promete ajuda financeira a clubes da Série D 

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou nesta sexta-feira que ajudará financeiramente os clubes que disputarão a Série D do Campeonato Brasileiro. Para amortizar os gastos das equipes, que têm situação econômica comprometida, o presidente José Maria Marin prometeu bancar uma série de custos, com o intuito de "levar o esporte preferido do povo aos lugares mais longínquos" e melhorar a qualidade da competição.

Enquanto as Séries A, B e C serão disputadas por 20 clubes cada uma em 2012, a Série D contará com a participação de 40 times - dos 26 Estados e também do Distrito Federal. De acordo com Marin, a CBF custeará as despesas referentes a uma delegação de 25 pessoas.

"Muitos clubes não disputavam (a Série D), pois não tinham condições financeiras. A CBF vai pagar todas as despesas relativas a uma delegação de 25 pessoas, que é o número da delegação brasileira que vai à Olimpíadas de Londres (para o torneio de futebol masculino)", comentou Marin, especificando os gastos que serão bancados: passagens aéreas, hotel e alimentação, traslado do aeroporto até os hotéis e ônibus especiais quando a distância entre as cidades for inferior a 700 km.

O objetivo da CBF com essa medida é melhorar a estrutura da Série D e, também, facilitar o acesso do torcedor e dos envolvidos ao mundo esportivo à competição. "O campeonato vai ter de verdade uma dimensão nacional no País do futebol. Além de levar o esporte preferido do nosso povo aos lugares mais longínquos, dará a oportunidade de se revelar jogadores que antes estavam impossibilitados de serem observados", frisou Marin.