Ídolo da Inter ataca Leonardo: "sou verdadeiro, ele não"  

As especulações da imprensa francesa e italiana de que Leonardo estaria prestes a deixar o cargo de diretor do Paris Saint-Germain para retornar à Inter de Milão não agradam a um antigo ídolo do clube italiano. Marco Materazzi descartou qualquer possibilidade de trabalhar na Inter ao lado do brasileiro.

Neste sábado, Materazzi deu uma declaração forte no Twitter quando recebeu a seguinte sugestão de um fã da entidade de Milão: "volte à sociedade Marco, com Leo retornando de Paris recomeçamos juntos". O ex-jogador respondeu: "com Leo nem morto... Somos diferentes!!! Eu sou verdadeiro, ele não ... e depois eu amo a Inter, ele não... particular não indiferente".

Materazzi defendeu a Inter de 2001 a 2011, trabalhando na última temporada com o técnico Leonardo. Desde então, o ex-zagueiro, 38 anos, campeão da Copa do Mundo de 2006 pela Itália, tem seu nome especulado para voltar ao clube como dirigente ou integrante da comissão técnica, dado o bom relacionamento com o presidente da entidade, Massimo Moratti.

Moratti também aprecia o trabalho de Leonardo. Na última sexta-feira, o jornal italiano La Stampa apontou que o adeus do brasileiro ao PSG, clube do qual atualmente é diretor, é "iminente" e o acordo com a Inter "está sempre mais próximo".

Nos últimos dias, Leonardo desmentiu que queira deixar Paris, informação que já havia sido publicada pelo diário francês Le 10 Sport em 12 de abril. No entanto, o brasileiro também divulgou não ter prometido nada a ninguém quanto a seu futuro.

O ex-lateral-esquerdo e meia, 42 anos, foi revelado pelo Flamengo e atuou com destaque também por São Paulo, PSG e Milan. Depois de defender o clube rubro-negro de Milão entre 1997 e 2001 e de 2002 a 2003, Leonardo passou a ser dirigente na própria entidade. Em junho de 2009, foi anunciado como técnico do Milan e, dispensado ao fim da temporada, surpreendeu ao aceitar treinar a arquirrival Inter a partir de dezembro de 2010. Ele deixou o cargo em Milão em junho de 2011, rumando para Paris.