B. Senna vê falta de ritmo e diz: "foi o que o carro tinha para dar" 

A esperada dificuldade da Williams no treino classificatório para o Grande Prêmio do Bahrein se confirmou e Bruno Senna ficou apenas com a 15ª colocação no grid de largada. Como o modelo FW34 não tem um sistema de asa móvel tão eficaz como o dos adversários, o ritmo não é tão bom e isso voltou a acontecer.

Mesmo assim, o brasileiro espera, a exemplo dos últimos GPs, evoluir na corrida, quando a asa móvel é bem menos solicitada. "Foi o que o carro tinha para dar, para ser bem sincero. O Pastor (Maldonado) teve problema no Kers, depois teve de parar. Faltou um pouco de ritmo de qualificação aqui, vamos ver na corrida. Vai ser dureza, a pista é dura com os pneus, vamos ter de fazer uma boa estratégia", comentou Bruno a jornalistas brasileiros presentes ao autódromo de Sakhir após o treino.

Bruno Senna terminou pela primeira vez um treino à frente do companheiro de equipe Maldonado, que, no entanto, não foi à pista no Q2 e ainda foi punido com a perda de cinco posições por troca de câmbio - ele vai largar em 22º.