Fla cogita contrato de risco com Adriano e nega loucura financeira

O acerto entre Flamengo e Adriano ainda deve demorar para acontecer, mas não só por causa da lesão do atacante. Além de se recuperar fisicamente, ele também terá que fazer um acerto financeiro com o clube. E nesta sexta-feira, em entrevista para o Sportv, a presidente do clube, Patricia Amorim, mostrou estar em dúvida sobre o acerto e prometeu endurecer a negociação: "o Flamengo só pode contratar o Adriano em cima de uma situação financeira e administrativa possível", afirmou, mostrando que não pretende fazer loucuras para pagar pelo atacante. Questionada ainda se faria um contrato de risco com ele, Patricia admitiu que essa é uma possibilidade, mas adiou uma decisão: "não tenho resposta para dar agora não".

Patricia aproveitou ainda para comentar a situação política do futebol brasileiro, desde que Ricardo Teixeira renunciou à presidência da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Ela admitiu que ficou surpresa com a mudança, mas espera uma boa relação com o novo presidente, José Maria Marin. A presidente do Flamengo só lamentou a disputa enfre as federações de Rio de Janeiro e São Paulo pela vice-presidência da entidade. "Seria melhor que não tivesse essa briga, mas é um momento turbulento. Só que já temos nossos problemas para cuidar", falou ela, eximindo-se da polêmica.