Vasco vence, mas é ultrapassado pelo Libertad e avança em segundo

Já classificado para as oitavas de final da Copa Libertadores, o Vasco jogou nesta quinta-feira para tentar avançar como líder do Grupo 5. Contra um time misto do Nacional-URU, a equipe carioca venceu por 1 a 0, mas não conseguiu seu objetivo - o Libertad-PAR, outro time já classificado na chave, venceu o Alianza Lima de virada, por 2 a 1, e avançou como líder por causa do número de gols marcados: 11 contra 10 do Vasco.

O primeiro tempo do jogo entre Nacional e Vasco terminou 0 a 0, mas poderia ter tido gols para os dois lados. Depois do intervalo, porém, a precisão do Vasco melhorou, já que Diego Souza abriu o placar aos 11min. O Nacional tentou reagir, teve chance com o experiente Recoba, mas mostrou pouco futebol para conseguir empatar.

Com a perda da liderança do Grupo 5, o Vasco não poderá decidir o jogo das oitavas de final em casa. Além disso, enfrentará um time que foi líder de uma das chaves. Antes disso, o time terá outro desafio: no próximo domingo, enfrentará o Nova Iguaçu, pelo Campeonato Carioca, em busca de classificação para a semifinal da Taça Rio.

O jogo

No começo do jogo o Vasco chegou a dar a impressão de que conseguiria fazer um gol rapidamente. Afinal, com apenas 4min, o time já criou uma boa chance. Diego Souza chutou de longe, o goleiro espalmou e Alecsandro dividiu no rebote, mas não conseguiu empurrar pro gol. A resposta do Nacional foi discreta: aos 12min, Boghossian se esticou para finalizar, mas Prass defendeu sem problema.

O Vasco voltou com perigo ao ataque aos 24min, quando Rômulo acertou um grande lançamento, complementado por Diego Souza. Com isso, Thiago Feltri sobrou na cara do goleiro, mas deixou claro que chutaria cruzado e o goleiro conseguiu fazer uma difícil defesa.

Porém, depois do Vasco chegar tão perto do gol e até ter mais posse de bola na partida, foi a vez do Nacional assustar do outro lado. Aos 30min, Aguirre chutou de dentro da área e acertou a trave. O Vasco não diminuiu o ritmo e por pouco não achou o gol com um chute de Fágner. Ele arriscou de muito longe, mas por pouco não surpreendeu o goleiro Bava, que viu a bola ir para fora.

Os times foram para o intervalo sem gols, mas o placar foi alterado já aos 11min do segundo tempo. E foi um belo gol: Diego Souza tocou para Alecsandro, que fez o trabalho de pivô e devolveu o toque. O meia arrancou em velocidade e até teve seu primeiro chute defendido, mas ficou com a sobra e balançou as redes na sequência.

A tentativa de reação do Nacional foi tímida. A melhor chance surgiu com o experiente Recoba, que tinha saído do banco de reservas no segundo tempo. Ele fez uma bela jogada individual e chutou no canto esquerdo, mas Fernando Prass fez uma difícil defesa. Foi o que bastou para assegurar a vitória vascaína até o final.

Virada no Peru

O Libertad conseguiu confirmar seu favoritismo diante do Alianza Lima, mas não foi fácil. Em Lima, no Peru, o time paraguaio aplicou uma virada no segundo tempo e venceu por 2 a 1. Por isso conseguiu terminar a fase de grupos como líder e poderá decidir as oitavas de final em casa.

De forma surpreendente, o placar foi aberto pelo Alianza Lima, que jogava em casa, mas já estava eliminado e sem objetivos para alcançar na Libertadores. Aos 28min, Hurtado foi quem colocou o time peruano na frente.

Porém, depois do intervalo, o Libertad reagiu com um gol de Camacho, aos 7min, e outro de Nuñez, aos 29min. Desmotivado, o Alianza Lima mostrou pouca força para reagir e permitiu que os paraguaios administrassem a vitória até o apito final.