Com Barrichello na Indy, aumenta procura por ingressos em SP

A duas semanas e meia da SP Indy 300, única etapa brasileira no calendário da Fórmula Indy, os ingressos para a corrida estão quase esgotados. Segundo a SPTuris, empresa responsável pela administração do Parque do Anhembi, sede da prova, não há dúvidas de que a entrada de Rubens Barrichello na categoria contribui para a grande procura do público.

Segundo a assessoria de imprensa do evento, restam cerca de 2 mil dos 40 mil ingressos colocados à venda para a corrida, que acontecerá em 29 de abril em um circuito de rua montado na região do Sambódromo do Anhembi. Diretor de eventos da SPTuris, Everaldo Júnior aponta que esses números, em primeiro lugar, mostram a "vocação que o brasileiro tem para gostar de automobilismo".

Já a segunda explicação é diretamente ligada a Barrichello, que após 19 temporadas consecutivas na Fórmula 1 ficou sem vaga na Williams e assinou contrato de um ano com a equipe KV Racing, a mesma de seu compatriota e amigo Tony Kanaan.

"O Rubinho vem em plena forma e o público gosta. O público quer brasileiro andando, ele quer o brasileiro vencedor", disse Everaldo Júnior ao Terra nesta quarta-feira, quando ele acompanhou o prefeito Gilberto Kassab na vistoria das obras do circuito.

"O fundamental é ter a prova no Brasil, a gente tem história para isso. E precisamos ter um brasileiro andando. Os outros que estavam andam super bem, e o Rubinho naturalmente tinha mais expressão - tem seu fã clube, e deu um 'up', uma alegria. O resultado disso é a venda dos ingressos", completoi.

A corrida em São Paulo será a quarta de Barrichello, 39 anos, na Indy. Até aqui, ele foi o 17º colocado no Grande Prêmio de St. Petersburg e oitavo no do Alabama, somando 37 pontos e ocupando o décimo lugar da classificação geral. Antes de competir no Brasil, o piloto que mais disputou provas na história da F1 tem compromisso em Long Beach, em 15 de abril.

Os outros brasileiros na disputa são experientes na Indy: Kanaan, 37 anos, campeão da categoria em 2004 e dono da 26ª posição em 2012, com 22 pontos; e Helio Castroneves, 35, da Penske, tricampeão das 500 Milhas de Indianápolis que busca o primeiro título na categoria: atualmente é o líder da competição com 86 pontos. Na semana passada, Bia Figueiredo anunciou um acordo para também correr no Anhembi, pela Andretti Autosport.

"Acho que o Rubinho tem a cara da Indy, vou te falar porque - não tenho intimidade com ele, mas conheço um pouco da história dele", prosseguiu Everaldo Júnior. "O que a gente percebeu nos últimos anos na Fórmula 1 é que ele nunca perdeu a qualidade técnica dele - é um dos pilotos mais velozes do mundo, mais rápidos, mais técnicos. Mas ele precisava de motivação, e está entusiasmado. A gente já tem notícia inclusive de torcidas que estão se organizando para vir aqui ver o Rubinho. Isso vai ser legal".

De acordo com o diretor da SPTuris, havia uma logística preparada para vender ingresso até no dia da corrida, o que não deve mais ser necessário. "Faltando 2 mil ingressos e com o ritmo que vem, não passa desta semana. Vai 'bombar'. Casa cheia, a gente está muito confiante", afirmou.

Em 2011, a carga de bilhetes também era de 40 mil e foi esgotada. Segundo a assessoria, a velocidade das vendas, no entanto, não era tão grande quanto à desta temporada.