Carrasco brasileiro, ala-armadora russa busca 3º pódio em Londres 

A veterana ala-armadora da seleção feminina de basquete da Rússia, Ilona Korstin, disputará sua terceira Olimpíada este ano com planos de chegar ao pódio pela terceira vez. A atleta é medalhista de bronze nos Jogos de Atenas, em 2004, e Pequim, 2008. Na Grécia, a seleção russa venceu a brasileira na disputa pelo terceiro lugar, por 71 a 62. As informações são do site da Fiba.

Apesar dos 31 anos e da dupla experiência olímpica, Korstin se diz inspirada para mais uma disputa, desta vez em Londres. "Isso é algo muito empolganto porque para chegar lá há uma longa preparação, afirmou a ala-armadora. "Mas é maravilhoso. É algo que fica com você para o resto da vida, então quero fazer novamente", acrescentou a jogadora.

Na vitória contra o Brasil, em Atenas, Korstin atuou por onze minutos, fez seis pontos e deu uma assistência. No confronto valendo o bronze na Olimpíada seguinte, em Pequim, a russa esteve em quadra contra a seleção chinesa por 32 minutos, marcou 11 pontos e fez três assistências. Seu time triunfou por 94 a 81.

"Para mim, os dois últimos Jogos foram fantásticos", disse Ilona. "Mesmo ficando em terceiro, ter a medalha olímpica foi ótimo e adoro esse sentimento", acrescentou a atleta. Korstin conseguiu a vaga para Londres com a seleção russa com a vitória no Europeu feminino, em 2011, realizado na Polônia.