Árbitro relata expulsão de cinco jogadores do Vasco após clássico 

Cinco jogadores do Vasco correm risco de ficar de fora do Estadual. O árbitro Wagner dos Santos Rosa, do clássico entre Vasco e Flamengo no último sábado, divulgou a súmula da partida relatando a expulsão dos atletas vascaínos.

Eduardo Costa, Fagner, Rodolfo, Fellipe Bastos e Diego Souza tentaram agredir o árbitro, segundo a súmula, e podem desfalcar o time nas semifinais da Taça Rio e até mesmo nas finais do campeonato, dependendo do julgamento no Tribunal de Justiça da Federação.

O árbitro disse que foi empurrado por Eduardo Costa e que a agressão só não foi pior porque os policiais do GEPE (Grupamento Especial de Policiamento de Estádios) chegaram a tempo de protegê-lo. Wagner dos Santos Rosa declarou na súmula que foi xingado por Eduardo Costa e por Rodolfo. Ele relata que Diego Souza tentou atingi-lo com a bola, primeiro chutando a bola contra ele (acertou um policial).

E depois jogando a bola com as mãos (acertou um policial outra vez). Wagner dos Santos Rosa afirmou ainda que Fagner e Fellipe Bastos, que já tinham sido substituídos, invadiram o campo no fim do jogo chamando-o de ladrão e safado.

O árbitro fez o relatório da confusão em três páginas anexas à súmula oficial, para poder relatar tudo o que aconteceu depois do apito final e da vitória do Flamengo por 2 a 1. Na última página, ele ainda relata as ofensas feitas pelo presidente do Vasco, Roberto Dinamite, que disse que sua equipe tinha sido "roubada" pelo árbitro.

Na página principal da Federação de Futebol do Rio, há um convite ao internauta para ver os lances do jogo e opinar sobre a atuação do árbitro. Na página, a Ferj reproduz ainda o comentário do ex-árbitro e comentarista da TV Globo, Arnaldo Cesar Coelho, sobre o lance do pênalti de Wellinton sobre Tiago Feltri, uma das reclamações dos vascaínos, em que o ex-juiz dá razão à arbitragem de Wagner dos Santos Rosa.

Os jogadores do Vasco ainda não têm data para serem julgados, mas podem pegar de quatro a cinco jogos de suspensão e ficarem fora do Estadual. De acordo com o presidente da comissão nacional de arbitragem, Jorge Rabelo, a punição aos envolvidos deverá ser severa.