Ex-astro do futebol americano pede falência na Flórida

Warren Sapp, ex-jogador da NFL, entrou com pedido de falência na Flórida. Ele acumulou US$ 6,7 milhões (aproximadamente R$ 12,2 milhões) em dívidas com credores e pensão alimentícia. Os documentos judiciais foram arquivados no Tribunal de Falências dos EUA em Fort Lauderdale em 30 de março.

Os bens de Sapp, avaliados em US$ 6,45 milhões (cerca de R$11,8 milhões), incluem 240 pares de sapatos no valor de R$ 11,7 mil, um relógio de R$ 4 mil e um tapete de pele de leão de R$ 2 mil. Além disso, ele declarou a perda do anel do Super Bowl de 2002, que conquistou com o Tampa Bay Buccaneers, e seu anel de campeão nacional de 1991, na Universidade de Miami.

Segundo os documentos, a renda mensal do ex-jogador é de US$ 115,881 (quase R$ 212 mil) e inclui o pagamento final de um contrato com a Showtime, uma aparição com a CCA Sports e um adiantamento para escrever um livro. Seu contrato com a NFL Network termina em agosto, e não se sabe se será renovado.

Além de defender o Tampa Bay Buccaneers, Sapp também jogou pelo Oakland Raiders ao longo de seus 13 anos de carreira. Em 2010, foi preso em um hotel em Miami Beach, acusado de violência doméstica, mas os promotores se recusaram a processá-lo, alegando incoerências nas declarações das vítimas e nas provas.