Adriano admite que falhou, mas avisa: "não penso em parar"  

Adriano quer voltar. De novo. O atacante foi nesta sexta-feira ao Ninho do Urubu e explicou que vai ter que passar por nova cirurgia no tendão de Aquiles do pé esquerdo para poder voltar a jogar em alto nível. Ao lado dos médicos do clube, José Luiz Runco e Seraphim Borges, ele admitiu que falhou no processo de recuperação depois da primeira cirurgia, feita quando ainda era jogador do Corinthians.

"Faltei mesmo a algumas sessões de fisioterapia, mas agora quero operar e voltar a jogar, se tudo der certo, no Flamengo e na Seleção Brasileira" disse.

O jogador admitiu que precisa, depois da cirurgia, se recuperar como ser humano e depois como jogador profissional. "Ainda estou muito triste com tudo o que esta acontecendo, mas ainda não penso em parar".

Segundo o jogador, até sua mãe pediu para ele pensar nessa possibilidade, mas que as garantias dadas pelo médico de que ele poderia retomar a carreira após nova cirurgia o levaram a repensar. "Mas vai depender muito dele querer também" disse Runco.

Há duas semanas Adriano e Runco tiveram uma conversa sobre os procedimentos para a cirurgia, que ainda não tem data marcada. Apenas uma coisa é certa, a volta do atacante aos gramados não será antes de três meses. "Estou praticamente parado há dois anos, mas tenho 30 anos e ainda muito o que dar ao futebol" afirmou o jogador.

Runco explicou que a cirurgia vai ser para que Adriano recupere a forca no pé esquerdo, além de um trabalho de fortalecimento no tendão do pé direito. Mas fez questão deixar claro que, apesar de toda a ajuda dada pelo clube, não significa que ele tem qualquer tipo de contrato com o Flamengo.

"Vai ser como em 2009, que estava triste e voltei para minha casa, onde me sinto bem. Nunca escondi nada sobre minha vida. Estou preparado para tudo e estou querendo voltar" afirmou uma vez mais o jogador.