Catálogo dos Centros de Treinamento da Copa deve sair até junho

Expectativas, promessas e muita incerteza. Esse foi o tom do Seminário Geral de Centros de Treinamento de Seleções, realizado nesta sexta-feira, em Vitória. O seminário, primeiro evento oficial da Copa do Mundo de 2014, contou com a participação de mais de 200 pessoas, entre políticos, dirigentes esportivos, empresários e atletas, de 124 municípios brasileiros. Em pauta, a preparação das cidades que têm a ambição de receber como base de treinamento algumas das seleções que vão participar do mundial.

Durante a manhã, os participantes ouviram o posicionamento de dirigentes da Fifa e do COL (Comitê Organizador Local). O Diretor do Conselho de Administração do COL, o ex-jogador Bebeto, ressaltou a importância dos candidatos a centro de treinamento oferecerem boa infra-estrutura. "É fundamental ter sala de fisioterapia, musculação e gramado perfeito. Você vem de um treinamento cansado e quer relaxar. Hidromassagem é importante e fisioterapria também. A Copa é rápida e tudo tem que ser imediato", afirmou o tetracampeão mundial.

O evento, realizado no Centro de Convenções de Vitória, conta com a presença ainda do Chefe do Departamento de Competições da Fida, Ko Ichiro Kato e do Diretor Executivo de Competições e Operações do COL, Ricardo Trade. Durante a coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira, o Gerente de Competições e Serviços às Equipes do COL, Frederico Nantes, afirmou que não existe nenhuma prioridade para estados ou regiões.

"As análises são somente técnicas. Quem quer participar tem que atender as exigências técnicas que o COL segue da FIFA", afirmou o executivo. Segundo Nantes, o objetivo do COL é oferecer 80 opções de centros de treinamento para as seleções, embora a FIFA exija apenas 64.

"A primeira versão do catálogo, que será online, deve sair entre o fim de junho e o início de julho, com 40 centros. Outras duas atualizações serão feitas até 2013, mas até o momento ninguém tem lugar garantido no catálogo", afirmou Nantes.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, também participou da abertura do seminário. Casagrande cobrou do governo federal a realização de investimentos no aeroporto de Vitória. "A Infraero está fazendo investimento para melhorar nosso aeroporto, está sendo feita uma repaginada no terminal de embarque e desembarque. Até 2014, o novo aeroporto não estará pronto, mas teremos um terminal de qualidade", declarou Casagrande.

O governador também ressaltou que o governo do estado está fazendo sua parte. "Estamos investindo R$ 110 milhões na construção do estádio Kleber Andrade e do Centro de Treinamento Jaime Navarro de Carvalho".

Para o Secretário de Esportes do Espírito Santo, Vandinho Leite, o estado está no páreo para receber seleções estrangeiras. Além dos dois centros de treinamento em construção, ele destaca a proximidade geográfica do Espírito Santo em relação às principais cidades-sede (Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte) e o clima parecido com o do Rio de Janeiro.

Duas comitivas olímpicas já visitaram o Estado e mostraram interesse em se instalar no Espírito Santo para os jogos de 2016. Diante da avaliação positiva dessas comitivas, o secretário está otimista em relação à Copa do Mundo. "As conversas e avaliações feitas até agora demonstraram que temos condições de atender bem as delegações e equipes", destacou Vandinho Leite.

O seminário continua durante a tarde desta sexta-feira, com reuniões temáticas e palestras, sem acesso para a imprensa.