Americano vence Phelps nos 100 m livre e causa frisson com roupa rasgada 

Nathan Adrian deu um verdadeiro show nesta quinta-feira, durante a disputa do Grand Prix de natação de Indianápolis. O americano rasgou a parte de trás do short ao se abaixar para saltar do bloco de partida e, mesmo com as nádegas expostas, competiu os 100 m livre e venceu a prova com 48s62, deixando para trás o multicampeão olímpico Michael Phelps.

Adrian acabou por criar um frisson generalizado com a situação, algo que se estendeu às redes sociais através do Twitter. Ao terminar a prova, recebeu da organização uma toalha para poder sair da piscina escondendo as partes íntimas e o rasgo no short. O nadador comentou a situação ao jornal USA Today e afirmou que isso nunca havia acontecido antes.

Nathan Adrian contou que ouviu o barulho do short rasgando ao se abaixar para dar a saída no bloco, segundos antes do início da prova. "O que eu poderia fazer?", indagou, relembrando que no momento do acidente os atletas já estavam prontos para cair na água e disputar a prova de velocidade. Perguntado sobre o tamanho do rasgo, confirmou que ficou com o traseiro completamente exposto.

O nadador ainda minimizou a vitória sobre Michael Phelps e afirmou que se fosse um adversário de peso para o americano, Phelps teria sua foto na parede em vez de a imagem de Ian Crocker - trata-se de uma estratégia do multicampeão olímpico para se manter motivado em busca da vaga olímpica para Londres e da consequente medalha de ouro.

Michael Phelps recebeu críticas de seu técnico, Bob Bowman, especialmente por erros na chegada - a diferença para o vitorioso Nathan Adrian foi de apenas 12 centésimos. Bowman ressaltou que, nessa fase de preparação, os detalhes são de suma importância, e que o atleta precisa trabalhar melhor para não cometer os erros novamente.