Goleiro do Real rasga elogios a Cristiano: superou o "outro Ronaldo"

Goleiro e capitão do Real Madrid, Iker Casillas nunca tinha visto um jogador atuar no nível atual de Cristiano Ronaldo. O espanhol rasgou elogios ao companheiro de clube na noite desta quinta-feira, lembrando que os números "incríveis" do português superaram "jogadores do porte do outro Ronaldo" - o ex-atacante brasileiro.

Casillas disse que "jamais" pensou que Cristiano Ronaldo "fosse chegar tão longe tão rapidamente", assumindo o papel de protagonista do Real Madrid. O português foi contratado do Manchester United em junho de 2009 por 93 milhões de euros (R$ 219,7 milhões, na cotação atual), valor recorde na história do futebol, e desde então fez 128 partidas pelo time espanhol, marcando exatamente 128 gols.

O elogio é relevante vindo de quem vem. O goleiro, 30 anos, foi revelado no próprio Real Madrid e defende os profissionais do clube desde 1999. Assim, atuou ao lado de astros como o meia francês Zinedine Zidane, o meia português Luís Figo, o atacante espanhol Raúl González, o lateral esquerdo brasileiro Roberto Carlos, o zagueiro italiano Fabio Cannavaro e o próprio Ronaldo, entre outros.

Conforme lembrou Casillas, os números de Cristiano são realmente superiores aos de Ronaldo. O brasileiro defendeu o clube da capital espanhola entre 2002 e 2007 e somou 102 gols em 177 partidas - foi o time pelo qual o ex-jogador, 35 anos, mais balançou as redes em toda a carreira.

Já em sua segunda temporada pelo Real Madrid, em 2010/11, o português bateu o recorde de gols em uma única edição do Campeonato Espanhol, que tem 38 rodadas - marcou 40. Atualmente, Cristiano soma sete partidas seguidas fazendo pelo menos um gol com a camisa branca, uma sequência recorde na entidade em todos os tempos.

O atacante também está a apenas dois tentos de entrar na lista dos dez maiores artilheiros da história merengue: décimo colocado da lista, o espanhol Míchel González colecionou 130 gols entre 1984 e 1996. O recordista é Raúl, com 323 no período entre 1994 e 2010.