Reputação britânica vai coibir doping na Olimpíada, diz diretor

David Cowan, cientista que dirigirá o laboratório de testes antidoping da Olimpíada de Londres, afirmou que a reputação britânica em detectar com sucesso o uso de substância proibidas em atletas que usam desse expediente para aumentar suas performances coibirá o uso do doping durante os Jogos deste ano. As informações são do jornal inglês The Guardian.

De acordo com o veículo, o cientista acredita que a Grã-Bretanha registra menor porcentagem de testes positivos de doping em seus atletas em relação a outros países justamente porque faz um bom trabalho de controle interno. Para Cowan, isso fará com que atletas de outros países sejam mais cautelosos.

Membro do King's College London, o diretor do laboratório de testes destaca que na Olimpíada exames são feitos inclusive antes de os atletas embarcarem para a competição, o que, segundo ele, é mais um benefício. Cowan espera que não atinjam 50 o total de testes com resultado positivo durante os Jogos de Londres.

Conforme divulga o The Guardian, cientistas irão conduzir 5 mil exames de urina e mil exames de sangue ao longo dos Jogos Olímpicos. Ou seja, cerca de metade dos 10,5 mil atletas que competirão serão testados. Esse número representa o mais abrangente programa antidoping ao longo de uma edição da competi