Button lamenta saída discreta de Rubinho da F1: "merecia festa"

Jenson Button está chateado por Rubens Barrichello não ter se dado adeus à Fórmula 1 como merecia. Parceiro de equipe durante quatro temporadas, o inglês, hoje na McLaren, disse que a persistência do brasileiro em buscar uma equipe para continuar na principal categoria automobilística do planeta lhe custou a chance de ter feito uma despedida pomposa, com uma grande festa no final do ano passado.

Rubinho, que não teve seu contrato com a Williams renovado, aguardou até o fechamento da última vaga da F1 para deixar o campeonato após 19 anos. O brasileiro acabou sendo levado à Fórmula Indy pelo amigo Tony Kanaan, que será seu companheiro na equipe KV Racing Lotus.

Em entrevista ao site da revista Autosport, Button frisou em diversos momentos o carinho e o respeito que sente por Rubinho e lamentou o fato de não ver o colega no grid de largada novamente. O britânico, que pilotou pela Honda e depois pela Brawn ao lado do brasileiro entre 2006 e 2009, disse que todos os pilotos ficaram "muito desapontados" ao saberem da saída de Barrichello da Fórmula 1.

O companheiro de Lewis Hamilton na McLaren também exaltou o amor do veterano brasileiro pelo automobilismo, aliando a capacidade de ajustar os carros e de continuar sendo rápido. O inglês também se disse chateado porque os demais pilotos não puderam fazer uma grande festa em homenagem a Barrichello no final da temporada de 2011, no Brasil.