Lazer pré-olímpico de Scheidt/Prada tem cervejinha moderada e interior 

Por não necessitar tanta rigidez com o controle de peso quanto outros esportes, os atletas da classe Star da vela podem ter alguns luxos em seus momentos de lazer. Atual campeão olímpico, o britânico Iain Percy, por exemplo, contou ao jornal This is London que relaxa com um pint de cerveja, mesmo durante as competições. De forma mais moderada, os brasileiros Robert Scheidt e Bruno Prada têm a mesma fórmula para se livrar do estresse pré-Londres 2012.

"Somos todos filhos de Deus", disse Prada, aos risos, ao comentar o costume de Percy, um dos principais rivais pelo ouro em agosto. "É claro que, quando você chega ao nível olímpico, tem que ter moderação em tudo o que faz. A gente gosta de uma cervejinha, o Robert é descendente de alemão. Mas em período de competição, não", apontou o velejador. "Durante os treinos, sim", relevou. "No final da tarde."

"Uma cervejinha e um bom vinho, de forma moderada e durante uma refeição, por exemplo, são sempre bem-vindos", complementou Bruno Prada. O velejador ressaltou a importância de outros procedimentos de relaxamento, como a fisioterapia, que cuida do estresse dos músculos. Outra forma de lazer, para Prada, é passar tempo cada vez mais raro com a família, já que permanece fora do Brasil grande parte do ano, em competições e treinamentos.

"Quando não estamos treinando eu gosto muito de praticar outros esportes. Eu gosto de pedalar, e o Robert nada bastante. Eu também aproveito para ficar com a família, porque vida de atleta é duro: você fica muito tempo distante", apontou. Para Scheidt, a situação é um pouco diferente, já que mora com a família em Lago de Garda, na Itália, retornando ao País para treinos e competições durante o inverno europeu.

"É um bom estilo de vida: a gente viaja muito, conhece pessoas e é claro que temos momentos de seriedade. Mas a gente sabe relaxar. Eu gosto muito quando estou no Lago, porque é um lugar muito tranquilo, você não precisa de carro para nada, faz tudo de bicicleta. Ali você consegue ficar com a família", explicou Scheidt. Na Europa, eles provavelmente bebem mais vinho do que cerveja para relaxar de forma moderada após os treinamentos.