Montillo comemora fim de jejum e espera deixar "cavalo" acordado

O meia Montillo, que amargou um jejum de 18 partidas sem balançar as redes, desencantou na vitória contra o Democrata-GV, no último sábado, anotando dois gols. O jogador, que sempre comemora os gols imitando uma espécie de cavalinho - inspiração dos vídeos-games -, quer repetir o gesto mais vezes no Estadual.

"Tomara que fique acordado esse cavalo, porque ele ficou dormindo não sei quantos meses. Como falo sempre, quero ajudar o time, seja fazendo gol ou fazendo assistência. Fazer gol, na vida de qualquer jogador é sempre muito bom. Um dia tinha que sair o gol. São poucos os jogadores de futebol que têm sorte de fazer gol em todas as rodadas. Eu sou meia, não sou o artilheiro do time, mas foi bom porque ajudei o time a ganhar", afirmou.

Montillo declarou que vai marcar mais gols, mas deixa a responsabilidade para os atacantes cruzeirenses. "É bom, sempre fazer gol é bom. O torcedor cruzeirense está esperando que eu faça gol em todas as partidas, é assim quando você o acostuma. Mas temos outros artilheiros aqui, como o Anselmo, o Wellington Paulista, o Walter e o Wallyson, que está voltando", disse.

Acostumado a disputar competições sul-americanas, Montillo mira a conquista da Copa do Brasil para levar o Cruzeiro à Copa Libertadores. O jogador garante que a Raposa vai atuar em todas as partidas como se fosse uma final para conquistar o título nacional.

"A Copa do Brasil é mata-mata, se você acorda mal para o jogo fica fora. O time tem que ser inteligente, não sei quantos jogos tem que ser para chegar à final, mas temos que jogar como se fosse qualquer outra competição, porque a Copa do Brasil dá uma vaga na Libertadores e queremos chegar de novo na Libertadores, como o Cruzeiro sempre esteve acostumado a jogar. Vamos jogar todas as partidas como se fosse uma final", finalizou.