Banco volta a negar empréstimo, e Inter faz reunião de urgência por obras

O banco Banrisul negou mais uma vez o pedido de financiamento da construtora Andrade Gutiérrez para as obras do Estádio Beira-Rio visando a Copa do Mundo de 2014 no País. A instituição financeira alega que as garantias da construtora são insuficientes para assegurar o empréstimo.

Com a segunda negativa do banco, o presidente do Internacional, Giovanni Luigi, pediu uma reunião de urgência com o vice-governador do Estado, Beto Grill, para que os governantes se sensibilizem e tentem ajudar o clube na situação. A reunião acontece na tarde desta terça, em Porto Alegre.

Em São Paulo, o vice-presidente colorado, Luis Anápio, se reúne com diretores da Andrade Gutiérrez. A expectativa é que até o dia 7 de março, data que está marcada a visita à Porto Alegre do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014, o Inter consiga ter assinado o contrato com a construtora.

O presidente do Banrisul, Túlio Zamin, disse nesta terça que, mesmo assinando o contrato que libera o empréstimo para a construtora, levaria dois meses até o dinheiro entrar nos cofres da Andrade Gutiérrez. O valor do financiamento é de R$ 240 milhões.

Porem, a construtora garante que, com o contrato assinado, tem como iniciar as obras com recursos próprios. A garantia oferecida pela Andrade Gutiérrez é o repasse do BNDES.