Área olímpica londrina recebe alerta terrorista  

Waltham Forest, bairro localizado na área noroeste de Londres e que abriga parte do Parque Olímpico, entrou em alerta terrorista no último final de semana. De acordo com o jornal The Guardian, a polícia e o Home Office, departamento que cuida da imigração e da emissão de passaportes na Inglaterra, divulgaram documento chamando a atenção para a suspeita de atividade terrorista no local.

"Restricted counter-terrorism local profile", ou "perfil local anti-terrorismo restrito" é o nome do documento emitido, que cita "alto nível de ameaça de extremistas inspirados pela Al-Qaeda", de acordo com a publicação. Os suspeitos seriam homens de 20 a 38 anos, predominantemente nascidos na Grã-Bretanha, mas descentes de imigrantes asiáticos, embora grupos vindos do norte da África também preocupem.

The Guardian ainda lista outras preocupações de autoridades londrinas, como a "percepção de alta desigualdade e privação em algumas comunidades", especialmente entre os paquistaneses, a "experiência da criminalidade e da cultura de gangue" e a "possível radicalização de indivíduos sem estrutura familiar". Um dos motores para isso seria a crescente insatisfação quanto ao legado olímpico e seus benefícios.

O terrorismo segue como uma das principais preocupações da polícia londrina, que treina forças especiais de segurança e investe em inteligência para evitar ameaças. O plano para evitar ataques recebeu verba de 60 milhões de libras (R$ 162 milhões). São esperados 5,5 milhões de visitantes durante a disputa dos Jogos Olímpicos de Londres, entre 27 de julho e 12 de agosto.