Juninho e Alecsandro acreditam no potencial do Vasco

O Vasco lutou para vencer na sua estreia na Libertadores, em São Januário lotado, mas acabou sendo surpreendido pelo Nacional, do Uruguai, nesta quarta-feira (08), ao perder por 2 a 1. O capitão da equipe, Juninho Pernambucano, acredita que o time teve dificuldades de superar a defesa adversária, pois ela se portou muito bem taticamente e os contra-ataques da equipe uruguaia foram mortais. 

O meia, porém, salientou que os jogadores vão brigar para reverter a situação no campeonato. - O time deles foi muito bem, marcaram a saída de bola e tiveram rapidez no ataque. Nosso time é de posse de bola e dificilmente puxa contra-ataque. Ganhamos os quatro primeiros jogos da temporada e perdemos agora na Libertadores. Obrigação era de vencer, mas não conseguimos hoje. Vamos lutar  – disse.

O autor do gol vascaíno, Alecsandro, credita o resultado ao tento inesperado no início da etapa complementar e ressalta poder do Cruz-Maltino para reagir em situações adversas.

- Levamos um gol inesperado. No segundo tempo ficou mais difícil ainda. Começamos mal, mas mostramos poder de reação. Fazer o papel fora de casa agora – disse o camisa 9.

O Vasco enfrentará neste domingo o Fluminense, às 19h30, no Engenhão, em clássico válido pela 5ª rodada da Taça Guanabara. O Cruz-Maltino só voltará a jogar em uma partida pela Copa Libertadores no dia 6 de março diante do Alianza Lima (PER), em São Januário.


Site do Vasco