De volta e identificado, Douglas confirma ter dito não ao Palmeiras

Apresentado pelo Corinthians nesta quinta-feira, Douglas confirmou ter recusado proposta para atuar no Palmeiras em 2012. Ele se disse identificado com a camisa corintiana, que vestiu entre 2008 e 2009, e sem outras opções além de retornar ou ficar no Grêmio.

"Me procuraram, mas eu não quis. No Palmeiras, nunca tive vontade de jogar. Eu queria retornar ou permanecer no Sul", disse o ex-gremista, cujo contrato anterior com o clube gaúcho se encerraria em dezembro.

A negociação entre Douglas e Palmeiras foi polêmica e dirigentes palmeirenses reclamaram da alta pedida salarial do jogador. No último ano, o empresário Marcelo Goldfarb causou polêmica ao ironizar os palmeirenses em rede social.

"Descartei o Douglas lá, porque tenho outros planos para a carreira dele. A ideia, por enquanto, é mantê-lo em clube grande. Quando ele chegar aos 35, 36 anos, aí sim começo a pensar em algo como Guarani, Palmeiras, Noroeste e etc (...)", ironizou em novembro.

Polido, Douglas ressaltou sua identificação com o Corinthians e confirmou arrependimento por ter deixado o clube em 2009 para atuar no Al Wasl, dos Emirados Árabes. Na ocasião, ele, André Santos e Cristian deixaram o clube que acabara de vencer a Copa do Brasil.

"Me precipitei em ter saído, foi burrice. Eu vivia um momento bom na época, de títulos e já preparando para a Copa Libertadores. Me arrependi em ter saído, sim. Esperei muito pelo momento de voltar e agora acho difícil sair daqui. Quero ficar", afirmou.

Ele disse ainda não saber por qual razão seu retornou demorou tanto, já que o Corinthians já havia buscado sua contratação em pelo menos outros dois momentos desde a saída para o Oriente Médio.