Oswaldo elogia atuação da equipe no clássico, mas lamenta empate 

Bolas no travessão, defesas incríveis do goleiro rival, jogador a mais nos últimos minutos... Resultado comum em clássicos, o empate com o Flamengo se tornou frustrante para o Botafogo, dadas as circunstâncias do jogo deste domingo. O comandante Oswaldo de Oliveira foi um dos que acharam que o placar não refletiu as ações da partida no Engenhão.

“Nós perdemos a chance de ganhar. O Botafogo teve a iniciativa do jogo. O Flamengo, como grande adversário que é, teve seus momentos, mas, de uma maneira geral, poderíamos ter saído com a vitória. Principalmente com essa situação no final, quando estivemos com um jogador a mais. Tivemos muitas chances dentro da área e não conseguimos o gol”, lamentou o treinador.

Com o empate, Botafogo e Flamengo ficaram de fora da zona de classificação do Grupo A para as semifinais da Taça Guanabara. O Botafogo está empatado com o rival e o Resende com seis pontos, enquanto o Nova Iguaçu lidera a chave com oito. Para Oswaldo, a tabela ainda não é motivo de preocupação para o Alvinegro.

“Não podemos analisar uma coisa que ainda não tem princípio, meio e fim. A Taça Guanabara ainda não terminou, muita coisa ainda irá acontecer. Não vejo uma situação para ser analisada neste momento. A surpresa será se, no final, um dos dois não conseguir classificação”, comentou.

Estreante no Carioca, o treinador alvinegro sentiu neste domingo o gostinho de comandar uma equipe num clássico da competição. Apesar de ter gostado da atuação do Botafogo, Oswaldo não escondeu a frustração pelo resultado. "Fiquei muito frustrado, porque era jogo para o Botafogo ganhar. Gostei muito de participar de um clássico como esse, pelo Carioca. Para mim é algo muito significante. Hoje é uma data importante para mim”, encerrou.

O próximo compromisso do Botafogo pelo Estadual está marcado para quarta-feira, quando a equipe encara o Olaria às 19h30, no Engenhão.

Felipe é destaque no Flamengo

Neste domingo (05), o camisa 1 rubro-negro ser um dos destaques do clássico diante do Botafogo. Quando foi exigido, o “Paredão” - como é apelidado pela torcida - mostrou que está em ótima forma.

Na saída de campo, elogiado pelos jornalistas, Felipe agradeceu e creditou a boa forma ao trabalho forte realizado no Flamengo. Lembrando, obviamente, de seu companheiro de posição. “Seria muito melhor se tivéssemos ganhado a partida. Mas fico feliz por ter ajudado o Flamengo. Agradeço os elogios. Isso só mostra que eu e o Paulo Victor estamos trabalhando muito, forte, para estarmos preparados quando entrarmos em campo. Graças a Deus estamos conseguindo deixar a meta do Flamengo sem levar gols”, afirmou Felipe.

Assim como o arqueiro rubro-negro, o meia Renato mostrou sinceridade ao analisar o desempenho da equipe no clássico contra o Botafogo. Para ele, todo o time, obviamente tirando o camisa 1 da lista, ficou devendo um futebol um pouco melhor. No entanto, pontuando os erros do clássico, os jogadores podem melhorar para o restante da temporada.

“Acho que todo mundo ficou devendo um pouco hoje. Sabemos que temos condição de jogar melhor e temos partidas importantes pela frente. Temos que melhorar, trabalhar bastante para conseguirmos boas vitórias no Carioca e na Libertadores”, finalizou o camisa 11.