Judô: Rafael Silva perde para francês na final do Grand Slam e fica com a prata

O judoca brasileiro Rafael Silva ficou com a medalha de prata no Grand Slam de Paris, pela categoria acima de 100kg. Ele foi derrotado neste domingo por ippon, em menos de um minuto de luta, pelo francês Teddy Riner e acabou em segundo lugar.

Riner, invicto desde 2008 entre os pesados, é tetracampeão mundial de sua categoria e líder do ranking mundial - ainda tem um título mundial absoluto. O francês já havia vencido Rafael na final por equipes do Mundial de 2011, que também foi disputado em Paris.

Riner contou com a apoio da torcida local e não deu chances ao brasileiro, e chegou a ter um yuko antes de encerrar a luta. Rafael venceu na semifinal o sul-coreano Sung-Mi Kim e o francês ganhou do uzbeque Abdull Tangriev.

Esse é o torneio que mais distribui pontos para o ranking mundial e olímpico até o dia 30 de abril, data que marca o fim da janela de classificação. A medalha de prata valeu 180 pontos para o brasileiro. Se vencesse, conseguiria 300 pontos pelo título em Paris e os terceiros colocados, Sung-Mi Kim e Abdull Tangriev ficaram com 80 pontos.