Lutador põe peruca, irrita rival e quase gera briga em pesagem do UFC

Mike Pierce sequer fará o co-main event do UFC 143, marcado para este sábado, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Entretanto, na noite desta sexta-feira, durante a pesagem oficial para o evento, o lutador acabou sendo a principal atração. O peso meio-médio colocou uma peruca loira, imitando o visual do rival do combate deste final de semana, Josh Koscheck, e quase provocou o início do duelo antes mesmo de os dois atletas entrarem no octógono montado no Mandalay Bay Center.

Um dos lutadores mais polêmicos da atualidade dentro do Ultimate Fighting Championship, Josh Koscheck subiu ao palco armado e testemunhou um "clone" do outro lado. Ao ver a cena promovida, o lutador americano acelerou o passo e, com um olhar raivoso, encarou Mike Pierce, que não recuou. O presidente da organização, Dana White, e o staff dos atletas impediram que os competidores antecipassem o combate em um dia.

A utilização de um objeto externo como forma de provocação não ocorreu pela primeira vez no UFC. A atitude de Pierce remete a uma ação, a qual completará um ano neste sábado, que foi um dos marcos para o boom do MMA no Brasil.

Em 4 de fevereiro de 2011, Anderson Silva vestiu uma máscara e enfureceu Vitor Belfort, em confronto vencido pelo "Spider" com um nocaute (chute frontal) no primeiro round. Na ocasião, os lutadores, dois dos principais nomes da história da modalidade no País, também precisaram que suas equipes e Dana White intervissem para evitar uma briga.

A tensão entre Pierce e Koscheck, entretanto, não se repetiu durante o restante das encaradas do card principal. Responsáveis pelo principal evento da noite, Carlos Condit, ex-campeão do WEC, e o antigo dono do cinturão do Strikefoce Nick Diaz, que disputarão o cinturão interino da categoria dos meio-médios, se respeitaram e mantiveram até certa distância ao se encararem.

Já o carismático Roy Nelson e o brasileiro Fabrício Werdum, que entraram no palco logo após a ação diferenciada de Mike Pierce, também demonstraram respeito no encontro desta sexta-feira. O combate entre os dois será o co-main event da noite e valerá um lugar de destaque dentro da divisão dos pesos pesados.

Outro brasileiro presente no card principal do UFC 143 é o promissor Renan Barão. O lutador bateu os 61 kg necessários para os pesos galos. O atleta nacional terá pela frente o americano Scott Jorgensen. Completam o grupo dos combates mais esperados da noite deste sábado os pesos médios Ed Herman e Clifford Starks.

O clima pesado proporcionado por Koscheck não apagou o momento mais descontraído da noite. O peso leve Alex Caceres não conseguiu bater o peso por algumas gramas, e precisou "chamar a toalha". O lutador, que enfrentará Edwin Figueroa, ficou completamente nu e subiu na balança, devidamente amparado por Dana White e um membro da equipe, que o encobriram com uma toalha. Tal constrangimento acabou correspondido: 61,6 kg e número batido.

Dana White escolhe lado no Superbowl

O presidente Dana White chamou a atenção na noite desta sexta-feira, durante a pesagem para o UFC 143. O principal dirigente da maior organização de MMA do planeta subiu ao palco para o evento devidamente trajado com uma camisa 12 do astro Tom Brady, do New England Patriots, que disputará o Superbowl (decisão da NFL) contra o New York Giants no próximo domingo.

Não é a primeira vez que o UFC marca uma noite de combates na véspera da decisão do futebol americano. Ano passado, por exemplo, o combate entre Anderson Silva e Vitor Belfort foi realizado um dia antes da vitória do Green Bay Packers no Superbowl. Em 2010, o agora aposentado Randy Couture encarou a também lenda Mark Coleman.

Além de Dana White, o brasileiro Rafael Natal também manifestou seu time do coração. O lutador peso médio subiu ao palco para a pesagem com uma camisa do Cruzeiro sobre o uniforme repleto de patrocinadores. O mineiro enfrentará neste final de semana o holandês Michael Kuiper.

Confira a pesagem dos atletas para o UFC 143:

Card Principal

Cinturão interino dos pesos meio-médios Nick Diaz - 76,6 kg, Carlos Condit - 76,6 kg

Pesos pesados Roy Nelson - 111,5 kg, Fabrício Werdum - 111,5 kg

Pesos meio-médios Josh Koscheck - 77,1 kg, Mike Pierce - 77,1 kg

Pesos galos Renan Barão - 61,6 kg, Scott Jorgensen - 61,2 kg

Pesos médios Ed Herman - 83,9 kg, Clifford Starks - 83,9 kg

Card Preliminar

Pesos penas Dustin Poirier - 66,2 kg, Max Holloway - 65,3 kg

Pesos galos Alex Caceres - 61,6 kg, Edwim Figueroa - 61,2 kg

Pesos meio-médios Matt Brown - 77,5 kg, Chris Cope - 77,5 kg

Pesos meio-médios Matthew Riddle - 77,1 kg, Henry Martínez - 76,6 kg

Pesos médios Rafael Natal - 84,3 kg, Michael Kuiper - 83 kg

Pesos meio-médios Dan Stittgen - 77,1 kg, Stephen Thompson - 77,5 kg