Longe de índice olímpico, Mário Jr. marcha rumo a Copa do Mundo

O objetivo do marchador Mário José dos Santos Júnior na Copa Brasil de Marcha, neste domingo, em Barueri, é tão desafiador quanto a prova que disputa: os 50 km da marcha atlética.

Mário quer a classificação para a Copa do Mundo, que acontece nos dias 12 e 13 de maio, em Saransk, na Rússia. E como o índice para ir à Copa, 4h01min21, é bem perto do seu recorde brasileiro, de 3h58min30, Mário vai lutar também para melhorar a marca pessoal. Mas avisa que precisa contar com a ajuda do clima: "não pode estar muito quente no domingo."

Os 50 km da marcha atlética serão disputados a partir das 6h30, na Rua Guilherme Guglielmo, num circuito de 1 km, em frente ao Ginásio de Esportes José Corrêa, no centro de Barueri, na Grande São Paulo. A Copa Brasil também definirá os representantes do Brasil no Sul-Americano de Marcha de Guayaquil, no Equador, em 17 e 18 de março.

"Torço por um clima ameno, já que isso é fator determinante. Eu diria que as condições climáticas têm 60% de influência numa disputa de 50 km. Vamos ver se o clima não atrapalha", disse Mário. "A previsão diz que vai esquentar e eu espero que os meteorologistas errem. Se não fizer muito calor, vou tentar o índice e o recorde brasileiro, que são marcas muito próximas", afirmou.

Mário só lamenta que o índice fixado no Brasil para os Jogos Olímpicos de Londres em sua prova (3h49min32) seja superior ao índice A da Associação Internacional de Federações de Atletismo. O parâmetro do Brasil para os índices é o 12º tempo dos três últimos Mundiais ou Jogos Olímpicos. "É muito forte", acentuou Mário.