Ganso se diz motivado e "esquece" Porto: "se quisesse já teria saído" 

A recusa do Santos ao Porto não incomodou Paulo Henrique Ganso. O meio-campista diz não ter se abalado com o "não" santista ao clube português e ainda lembrou que poderia ter deixado o clube, inclusive para o maior rival santista, o Corinthians.

"Sou muito feliz no Santos, mas se eu quisesse já teria saído há muito tempo. Tive várias propostas, do Corinthians e de outros clubes", disse. "Essas coisas são chatas e acontecem, nada que não me faça jogar bola. Tem que ser o ano de me concentrar, sem lesões".

O Santos recusou a proposta do Porto por 45% dos direitos econômicos, parte cabível ao clube em futuras negociações pelo camisa 10. A proposta foi citada como "cômica" pelo presidente Luis Álvaro Ribeiro. "Eu não tenho o que gostar (do valor oferecido). Só preciso gostar do que vão oferecer para mim em termos de salário e para a minha família", explicou.

Muricy Ramalho elegeu Ganso como o principal jogador do empate por 1 a 1 contra o Oeste, nesta quinta. O técnico, mais uma vez, ressaltou a satisfação pelo comportamento diferenciado do meia no início de temporada.

"No dia a dia é possível perceber se o jogador está satisfeito ou não. Nunca vi o Ganso com tanta vontade. Ele roubou muitas bolas. Acho que falam demais, mas no papel ninguém mostra nada. A verdade mesmo ninguém sabe. Ele está no Santos, voltou bem para a pré-temporada e foi o melhor em campo", afirmou Muricy.

A proposta do Porto foi entregue na última sexta-feira, próxima ao fechamento da janela de transferências para a Europa. Agora, o meia só poderá sair em agosto, após o término da Copa Libertadores da América.