Rubinho supera companheiro de Kanaan e lidera testes da Indy

Enquanto estuda uma possível mudança para a Fórmula Indy na temporada 2012, Rubens Barrichello já pode comemorar um pequeno feito na categoria. Na manhã desta quarta-feira, ele foi o piloto mais rápido do circuito de Sebring, na Flórida, nos Estados Unidos, seu último dia de treino.

O melhor tempo de Barrichello foi o de 52s234. O veterano, 39 anos, superou Ernesto José Viso, o outro piloto da equipe KV Racing, com a qual o brasileiro está testando. O venezuelano ficou na terceira colocação com 52s641. O piloto, 26 anos, compete na Indy desde 2008 e nas duas últimas temporadas integrou a KV, ficando na 18ª colocação geral no ano passado.

"Foi realmente uma grande manhã. Estou feliz por ter conseguido completar muitas voltas com o carro numero 11 do Tony (Kanaan), pois esse tem sido o meu número favorito a minha vida inteira", disse o piloto.

Os treinamentos de Barrichello em Sebring começaram por meio de um convite do outro titular da KV, Tony Kanaan, que pediu que o colega ajudasse no desenvolvimento do carro. O ex-corredor da Williams tinha previsto trabalhar apenas na segunda e na terça-feira, mas acabou participando também das atividades desta manhã.

"Acredito que meu feedback será muito útil para o Tony e toda KV, e estou satisfeito com o que fizemos aqui. Deixo Sebring com gostinho bom na boca", afirmou Barrichello.

Em entrevista ao site oficial da Indy, o brasileiro afirmou que vem se divertindo em Sebring e admitiu que tem "opções" para competir na categoria. Antes disso, porém, contou que precisa conversar com a família. Especula-se que a mulher de Barrichello, Silvana, não gostaria de ver o marido nos circuitos ovais - que estão em quatro etapas do calendário do campeonato -, mas o piloto apontou que a presença desses autódromos não seria um empecilho para uma eventual assinatura de contrato.

Na parte da tarde, também nesta quarta, Kanaan é quem foi à pista. O baiano, 37 anos, foi campeão da Indy em 2004 a bordo da Andretti Green Racing e fechou acordo com a KV no último ano, quando foi o quinto melhor piloto da categoria.