Farsantes usam Olimpíada e polícia londrina para aplicar golpe 

A polícia metropolitana de Londres quebrou o esquema do grupo que aplicava golpes pela internet envolvendo a Olimpíada. As pessoas se passavam pela guarda inglesa e agiam em um site de relacionamento, pedindo que as vítimas pagassem "um custo inicial" para garantir o transporte dos policiais durante os Jogos, e assim dar maior segurança.

Uma mulher americana de 69 anos foi enganada pelo grupo e doou 140 mil libras (cerca de R$ 383 mil) para a falsa campanha.

A guarda metropolitana está trabalhando em conjunto com as agências dos Estados Unidos na operação para descobrir se outras pessoas foram enganadas pela quadrilha.

"Estamos preocupados que tenham fraudadores utilizando o nome do Met (polícia metropolitana) para aumentar a confiança das vítimas. Eles devem ser avisados ??que vamos investigar incansavelmente as tentativas de enganar o público", disse o detetive superintendente Nick Downing ao jornal britânico The Guardian.

A polícia está preocupada que os criminosos vão usar a Olimpíada para aplicar golpes online. Em grandes eventos, como os Jogos, eles estão cautelosos com a possibilidade da falsificação de ingressos. Para que as pessoas não sejam enganadas, a organização pediu que os interessados comprem as entradas somente no site oficial ou nos postos autorizados.