Nadal faz fortes criticas a Federer

MELBOURNE - O espanhol Rafael Nadal, número dois do mundo, criticou publicamente neste domingo o suíço Roger Federer, atual número três, por sua atitude pouco comprometida em relação às solicitações de importantes jogadores sobre mudanças no atual calendário ATP.

Federer não participou da 'batalha' que outros jogadores parecem ter iniciado para pedir à ATP modificações no calendário atual, que consideram muito longo e com muitas obrigações.

"Não concordo", afirmou Nadal quando foi perguntado sobre a atitude de Federer nesta polêmica.

"Está numa posição fácil: não digo nada, tudo está bem e assim fico como um 'gentleman', que os outros se queimem", disse o espanhol em uma entrevista coletiva à imprensa em Melbourne, um dia antes do início do primeiro grande torneio da temporada, o Aberto da Austrália.

"Todos nós temos nossa opinião. Qualquer um é livre para ter uma visão diferente das coisas. O circuito também me parece fantástico, mas isso não impede que haja coisas para mudar e que podem ser melhoradas", disse a estrela espanhola.

Sobre seu estado físico, após superar recentes dores no ombro, afirmou que não é boa uma sobrecarga de esforço e que não quer sofrer sequelas de sua carreira durante o resto de sua vida.

"Sempre falo bem do tênis porque me deu experiências que nunca pude sonhar. Mas terminar a sua carreira com dor não é bom. Ele (Federer) termina sua carreira como uma rosa porque tem um físico privilegiado. Mas nem (Andy) Murray, nem (Novak) Djokovic, nem eu acabaremos como rosinhas", disse.