Flamengo deve levar grupo reduzido para estreia na Libertadores  

O Flamengo pensa em levar um grupo reduzido para a Bolívia para a partida da pré-Libertadores, contra o Real Potosá, na casa do adversário. O time carioca deve levar no máximo 17 jogadores para a partida do dia 25 de janeiro, na altitude de mais de 4 mil metros. O objetivo é poupar os atletas que não vão ser aproveitados na partida e que vão ser fundamentais para as primeiras rodadas do Campeonato Carioca.

O Flamengo deve levar para a Bolívia os goleiros Felipe e César; os laterais Léo Moura e Junior César; os zagueiros Wellinton, Alex Silva e mais um (cujo nome ainda não foi definido), os volantes Aírton, Willians, Maldonado, Luis Antonio; os meias Renato Abreu, Botinelli e Thiago Neves (caso acerte a sua permanência); além dos atacantes Ronaldinho Gaúcho, Deivid e talvez mais um da posição.

O Flamengo pretende seguir na semana que vem para Sucre, cidade boliviana que fica "no meio do caminho" de Potosí. Lá será feito o período de adaptação na altitude e um amistoso contra o Universitário.

O time deve subir para Sucre na véspera ou no dia do jogo. Em 2007, o Flamengo sofreu muito contra esse mesmo adversário ao empatar em 2 a 2 na cidade de Potosi. Vários jogadores passaram mal e a altitude foi o maior adversário do time