Milan nega venda de Pato e anuncia acordo com Tévez 

O vice-presidente do Milan Adriano Galliani afirmou neste sábado que não tinha a intenção de vender o brasileiro Alexandre Pato ao Paris Saint-Germain, da França, e anunciou que tinha chegado a um princípio de acordo com atacante argentino Carlos Tevez. 

"Não estamos negociando a venda de Pato", explicou o dirigente, após a imprensa francesa ter revelado que o clube parisiense estaria disposto a desembolsar 38 milhões de euros para contratar o brasileiro. 

Outros três brasileiros estariam na mira do PSG, o meia Kaká, do Real Madrid, e os atacantes Hulk, do Porto, e Leandro Damião, do Internacional. 

A respeito de Tevez, o dirigente, explicou que tinha chegado a um acordo com o jogador, mas ainda precisava da liberação do seu clube, o Manchester City, para acertar sua contratação. 

O clube inglês chegou a recusar uma primeira oferta do Milan, que queria Tevez por empréstimo, alegando que só estaria disposto a deixá-lo sair se os italianos comprassem seu passe. 

Neste sábado, a imprensa italiana revelou que o arquirrival do time 'rossonero', a Inter de Milão, teria oferecido 25 milhões para comprar o jogador.  

O PSG também teria feito uma oferta, ainda superior, de 35 milhões de euros. 

Tevez, de 27 anos, que jogou no Corinthians de 2005 a 2006, está afastado do elenco do Manchester City desde setembro, quando teria se negado a entrar em campo durante uma partida de Liga dos Campeões que seu time perdeu por 2 a 0 para o Bayern de Munique.