PM prende 50 torcedores do Avaí com bombas e armas em Santa Catarina

Cerca de 50 torcedores do Avaí foram presos na tarde deste domingo com explosivos e armas que seriam levados para os arredores do estádio da Ressacada, na região sul de Florianópolis.

O grupo, que segundo a Polícia Militar integra a torcida Mancha Azul, foi flagrado na região central da cidade. Em mochilas, os torcedores levavam bolas de sinuca envoltas em pólvora, que seriam usadas contra as torcidas do arquirrival Figueirense.

De acordo com as informações do coronel Araújo Gomes, da PM catarinense, cerca de dez bolas de sinuca adaptadas como bombas caseiras foram localizadas com o grupo de torcedores. Além disso, os policiais apreenderam tacos de beisebol, vários equipamentos chamados de soco inglês e pedaços de madeira.

"A PM tratou de promover um clássico de paz mas a postura de algumas torcidas nos preocupa", disse Araújo. "A torcida Mancha Azul, do Avaí, não participou das reuniões preliminares com a PM e o Ministério Público, postura que vinha ocorrendo há dez anos".

O oficial ainda destacou que os avaianos presos deverão ser enquadrados no artigo 16 do Estatuto do Desarmamento, o que prevê um crime inafianciável. "Eles correm o risco de aguardaram dois a três meses pelo julgamento", disse ele, acrescentando que os 50 torcedores do Avaí foram levados para a 1ª delegacia de Polícia de Florianópolis.