No Engenhão, Fla ecoa vices e vascaínos rezam pelo Palmeiras

O espírito brincalhão dos torcedores cariocas dá o tom das reações na porta do Engenhão. É lá que, na tarde deste domingo, no Rio de Janeiro, se decide a vida de Vasco, candidato ao título do Campeonato Brasileiro, e Flamengo, à vaga na Copa Libertadores. A duas horas do início da partida, marcada para as 17h (de Brasília), a movimentação nos entornos do estádio é intensa.

Do lado flamenguista, as principais ações são em tripudiar a fama de vice-campeão do Vasco, derrotado em três finais cariocas (99-00-01) na sequência contra o Fla, entre outros. Faixas com os dizeres "vice de novo" foram espalhadas e são vendidas por ambulantes a apenas R$ 5. Já viraram febre entre os rubro-negros, que ainda se vangloriam de vitórias no Carioca de 2004 e na Copa do Brasil de 2006, por exemplo.

A possibilidade do Vasco ficar com o vice-campeonato é muito grande, já que o Corinthians, com dois pontos e vantagem no número de vitórias, é o maior candidato ao título a ser definido neste domingo. A chance, além de vencer o Flamengo, é torcer pelo Palmeiras no clássico paulista. David Esperando, vascaíno, foi até o Engenhão com camisa alviverde.

"A gente se gosta mesmo. Já assisti a jogos contra o Palmeiras do lado deles, com churrasco e tudo", brinca Deivid, com camisa do Palmeiras e calça e bandeiras do Vasco. "Vai ser 2 a 0, gols do Valdivia e do Marcos Assunção. Mas se vencer o Flamengo já estou feliz", acrescenta o amigo Thiago Júnior. "Nosso time já mostrou muita superação, já estou satisfeito", lembrou Esperando.