Para evitar gozação, lateral do Grêmio quer vitória antes das férias

Garantido na primeira divisão e com classificação garantida para a Copa Sul-Americana, o Grêmio vai entrar em campo no próximo domingo, no clássico Gre-Nal, apenas para tentar atrapalhar a possibilidade de classificação do Inter para a Libertadores de 2012. 

Para um clube com mais de 100 anos e acostumado com grandes conquistas, como Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores e Mundial de Clubes, parece ser muito pouco, mas em se tratando de rivalidade entre Grêmio e Inter já é o bastante para esquentar o clássico.

"Nós somos profissionais e o Grêmio honra com os seus compromissos, é um clube de muita tradição, grande e com uma torcida enorme. É uma rivalidade muito grande, é um clássico e a gente não pode negar que o adversário esta tentando uma vaga para a Libertadores. Tem a nossa honra e nós jogadores temos que dar este presente para a nossa torcida. A gente sabe como é a gozação na cidade, o que é normal, e a gente vai procurar fazer o nosso trabalho e depois pensar nas férias", disse o lateral esquerdo gremista.

Mesmo sendo um jogo onde o Grêmio tem poucos interesses a direção gremista vem mantendo o mesmo procedimento de uma partida decisiva, com treinamentos fechados para a imprensa e concentração para os jogadores dois dias antes da partida.

Em relação ao time o técnico Celso Roth não deverá contar com o zagueiro Rafael Marques. O jogador está com uma inflamação no músculo que prende no osso da canela, popularmente conhecido como canelite. Rafael Marques é um dos jogadores que o Grêmio pretende negociar no ano que vem.