Ativistas fazem topless em Kiev por Eurocopa 2012 sem prostituição

Ativistas ucranianas fizeram topless nesta sexta-feira diante do Estádio Olímpico de Kiev para exigir uma "Eurocopa sem prostituição", poucas horas antes do sorteio da fase final do campeonato europeu de futebol.

As militantes do movimento FEMEN exibiram placas com a frase "Eurocopa 2012 sem prostituição" e gritavam este slogan ajoelhadas em frente à entrada do estádio reformado, diante de fotógrafos e cinegrafistas,.

"As ucranianas não querem ser vítimas de escravidão sexual", disse uma militante. A competição vai acontecer entre os dias 8 de junho e 1 de julho do próximo ano e deve atrair milhares de pessoas para esta antiga república soviética. O país é co-organizador do evento junto da Polônia, sua vizinha.

As manifestantes loiras e com roupas curtas ficaram expostas a uma temperatura próxima de zero grau e foram interpeladas por policiais de jaquetas e chapéus de pele.

Militantes deste movimento pela defesa dos direitos das mulheres realizaram a mesma manifestação durante a visita do presidente da UEFA, Michel Platini, em setembro durante a inspeção dos preparativos para o evento nas quatro cidades ucranianas que irão receber os jogos.

Elas foram presas antes de chegarem no chefe da UEFA no Estádio Olímpico da capital Kiev, que receberá a final da Eurocopa 2012.